Notícias » Pesquisa da UFSC defende que reflorestamento pode colaborar com recomposição de flora e fauna (03/03/2010)  
Mudar tamanho
da letra


Danielle Jordan / AmbienteBrasil

Uma tese de doutorado desenvolvida pela pesquisadora Deisy Regina Tres, junto ao Laboratório de Restauração Ambiental Sistêmica da Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, revelou que plantações de pinus para reflorestamento podem contribuir para a restauração da diversidade de flora e da fauna.

A bióloga, orientada pelo professor do Departamento de Botânica da UFSC, Ademir Reis, investigou áreas que eram cobertas por Floresta de Araucária com submata de Imbuia, sapopema e erva-mate. Na atualidade essa mesma área é coberta por áreas de remanescentes de floresta e o plantio de pinus. De acordo com as conclusões, ainda assim, a área apresentou potencial para recuperação e conservação.

A pesquisa avaliou regiões que mesclam a silvicultura e as florestas naturais, assim como corredores de matas nativas, contemplando o fluxo ecológico dessas regiões, no planalto norte de Santa Catarina. Para isso, a pesquisadora utilizou técnicas como coleta da chuva de sementes, registros fotográficos da fauna silvestre e outros sinais como pegadas, fezes e abrigos.

Os animais que habitam a região conseguem atravessar e conviver com as diferenças na vegetação, segundo o estudo.

A pesquisadora conclui que o estudo é de grande relevância, ressaltando a importância do entendimento que restaurar não significa refazer ecossistemas e sim, uma possibilidade de reorganizar a comunicação entre as diferentes dimensões da paisagem natural, conciliando as necessidades do homem.
*Com informações da UFSC.

  Copyright 2008 © Terra Ambiental - Todos os direitos reservados.
Endereço: Rua Coronel Américo 95, Barreiros - São José / SC.
Fone/Fax:
(48) 3244-1502 / 30344439